Ombro, punho e calcanhar: a importância da fisioterapia em pacientes com tendinite | Blog Phisio Trainer
667
post-template-default,single,single-post,postid-667,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive
Você sabia que a tendinite é mais frequente nos ombros, punhos e calcanhares? Conhecida por tendinopatia, a tendinite é uma inflamação que ocorre no tendão - estrutura fibrosa que une o músculo e os ossos. Conheça os principais sintomas e como tratar essa inflamação.

Ombro, punho e calcanhar: a importância da fisioterapia em pacientes com tendinite

Conhecida por tendinopatia, a tendinite é uma inflamação que ocorre no tendão – estrutura fibrosa que une o músculo e os ossos. O sufixo ‘ite’ está associado a uma inflamação e o termo tendinite significa inflamação do tendão. Portanto, a tendinite pode ser conceituada como todo e qualquer processo doloroso sem alterações ósseas ao exame de raio-x.

 

Por que temos tendinite?

Essa inflamação surge em decorrência de excessivas repetições de um mesmo movimento, como, por exemplo, a lesão por esforço repetitivo (LER) ou ainda pode ser causada por sobrecarga mecânica.

Localizados em todas as regiões articulares do corpo humano, os tendões são tecidos fibrosos, densos e resistentes. Já a tendinite é mais frequente nos ombros, punho, calcanhar, cotovelo e joelho.

Os tendões são responsáveis por permitir o movimento e por fazerem a conexão entre os músculos e os ossos. O tendão é composto de tecido conjuntivo e colágeno. Alguns deles podem ser, inclusive, apalpados, como o tendão calcâneo, apenas ao passar os dedos acima do calcanhar.

 

Quais são os principais sintomas?

Os sintomas mais comuns da tendinite são: dor nas articulações, edema de intensidade variável, graus variados de dificuldade de movimento e diminuição da força muscular.

 

Quais são as mais frequentes?

As tendinites mais comuns são aquelas que afetam:

Ombros: deixa a articulação rígida e provoca grandes dificuldades de movimento e dor ao apalpar. Por ser uma articulação muito exigida (de bastante uso), o ombro pode ser imobilizado para a recuperação completa do paciente.

Punho: Este tipo de tendinite provoca dores ao articular o punho e ao toque. As principais sensações são dormência e sensação de rigidez excessiva da articulação.

Calcanhar: acomete o tendão calcâneo. A dor é intensa, assim como a sensibilidade ao toque na região, agravando-se ao realizar qualquer esforço físico e logo após o paciente se levantar. Este tipo de tendinite geralmente ocorre pela prática incorreta de alguma atividade ou esforço físico.

 

Como é o tratamento da tendinite?

A tendinite tem cura, porém, quanto mais tarde o tratamento for iniciado, mais complexo se torna. Inicialmente, o objetivo é aliviar a dor. Uma segunda etapa seria a prevenção.

Cada caso é avaliado individualmente, podendo o especialista – ortopedista ou clínico geral – optar por encaminhar o paciente a um fisioterapeuta. A fisioterapia para pacientes com tendinite é fundamental para combater a dor, desinflamar o tendão, fortalecer e alongar os músculos enfraquecidos

Em alguns casos, a reabilitação é feita com aparelhos e compressas, Em outros, o paciente é tratado com repouso, anti-inflamatórios, corticoides ou até mesmo com imobilização por meio de tala.

No caso da prevenção para que o problema não ocorra novamente, o ideal é a prática de exercícios específicos de alongamento e movimentação das articulações com periodicidade, sempre sob a supervisão de um fisioterapeuta.

Comments

comments

Sem comentários

Poste um comentário